domingo, 11 de julho de 2010

Ô Severino! tem visita homem...

- Hey.. arruma tudo que tem visita.
-Visita? como assim?
- ORRA MEEEEO.. faz uma cara que to falando que tem nego vindo pra cá e vocês não fizeram nada ainda? Isso ta uma zona, tem coisa apodrecendo aqui, sente o cheiro disso.. vocês só podem estar de brincadeira.
- Mas a visita chega hoje?? quantos são? quem vem?
- Não, não chega hoje, mas essa bagunça toda você não arruma nem com a ajuda do amanhã , e outra, os caras vão filmar tudo aqui antes deles entrarem nesse buraco gigante que vocês moram né malandragem. Sei lá quantos são. É uma cabeçaaaaaada. Uma galera da gringa. Tem meros mortais aos montes, mas tem vários highlanders no meio cara, gente da alta, importante, que da palpite no G8 velhoooo!
E outra, meu querido... ooo meu queridooooooo... assim não dá! Esses seus filhos cara, isso não pode. Eles mal sabem falar a língua deles, quem dirá conversar com os tio sams. Vai fazer bonito como desse jeito? Seus rebentos mal sabem se vestir, tentam imitar os caras o tempo todo e só fazem cagada, não respeitam nem uns aos outros e você ainda quer um sapato de couro italiano pisando no seu chão?
Outra coisa, não quero falar disso na frente deles, nem queria falar pra você, mas... Esses modos das suas crianças... isso não é certo. As meninas todas dançando, rebolando, se oferecendo pra quem passa, sem a menor vergonha desses pedaços de panos curtíssimos que elas chamam de saia, e dessas músicas vulgares. Pra não dizer que os rapazes também são de uma elegâââânciaaaa... até bater carteira sei que batem, são mal encarados, falam gírias, não sabem nem o que quer dizer democracia. Essa molecada vive aí formando gangue, batendo e matando por prazer, alguns você não sabe nem o nome, estão aí na miséria, roubando pra poder comer, passando fome por não saber escrever pra arrumar um emprego, isso é coisa de gente? parece que só tem bicho aqui porra!

Um dos filhos ouve a conversa e a interrompe com certa brutalidade:
- Se essa macacada estranha toda é que ta vindo pra cá, não so eu que tenho que muda minha conduta não seu moço. Se eles qué saí com sapato limpo daqui, manda vir com coro cor de sangue, por quê é dele que nossa terra é tingida, e nós pode deixar ela mais vermelha ainda, deixo até minha própria tinta derramar nele, se algum cabra froxo vier mecher com minha mãe.

-Cala a boca moleque! Não escuta não, ele não sabe o que fala - Alguém tranca ele na jaulinha dele por favor, e explica que se todo mundo ficar quetinho e sentado ninguém ganha castigo e ainda vai ganhar presentinho, vai ter bolsa família pra todo mundo. - Então, eu consigo controlar tudo, a gente coloca essa sujeira toda num cantinho, ninguém vai nem notar. Isso que está podre não tem mais volta, a gente só cobre com uns panos bonitos, uma coisa pomposa pra enfeitar e aliviar o cheiro, e pronto, a casa está limpa.
- Tá... tá bom, vamos tentar fazer isso passar batido. Só dá um jeito nessas crianças, já que as meninas não vamos arrumas de um dia pro outro mesmo, esse comportamento horroroso, ensina pelo menos a cobrarem bem, aí você faz um dinheiro legal e coloca elas pra estudar depois que a farra toda acabar. Coloca um ou outro pra falar inglês também, aí quando os gringos chegarem tem quem apresente a baderna e faça a coisa parecer arrumadinha, esse barraco não vai virar um palácio, mas pode parecer casa de gente pelo menos. Até mais.
- Até mais, e faz uma propaganda lá hein, diz que aqui é lindo, talvez alguém ainda queira comprar, fazer uma reforma e deixar a gente aqui pra tocar a coisa toda. Ia ser um luxo !

2014 vem aí - Brasil rumo ao HEXAAAA!