segunda-feira, 3 de maio de 2010

"Deixe-me ir preciso andar"...

Interrompe-se a risada no final da sessão, não é mais tão engraçado assim rir sentado no skate, tomando um refrigerante, suado, cansado e pensando na volta pra casa. Se bem que nessa hora era o que menos importava, só nos ligavamos no agora, no presente, que eram risadas atrás de risadas saindo de corpos que mal se aguentavam em pé.
E agora, os mesmos corpos, por mais descansados e inteiros que estejam pra rir muito, não têm forças pra isso, não têm motivo pra isso, por que a piada se foi numa remada sem volta, ele remou com elas pra uma pista que nós não conhecemos direito, não sabemos o caminho.
O céu anuncia a chuva com um barulho que chamamos de trovão e que dizem ser o barulho do raio, mas depois deste dia 30, sabemos que qualquer um estará errado se afirmar isto. O trovão agora é algum heel flip nas quatro, algum tail estralando no andar de cima. Ja até imagino o todo poderoso reclamando do cara quebrando as bordas de lá, mas duvido que ele vá parar, ou se chatear por isso, como sempre.. ele vai rir e voltar na borda até voltar a trick do dia.
E quando alguém diz que os bons vão cedo, eu normalmente não me conformo, o mundo hoje é um lugar onde essas pessoas quase não existem. Mas quando você se foi Felipe, e isso chegou até mim, descobri que o planeta e todas essas coisas ruins que acontecem aqui, Deus não pode gerenciar sozinho, e alguns pequenos problemas ele coloca um dos bons pra resolver. Então de certo, quando o sorriso faltar, quando qualquer problema não deixar alguém sorrir, ele vai gritar pelo vulgo:- " AÊ MICOSE"- e de lá do fundo, aquele cara magrelo e alto, vai vir com um sorriso no rosto, com o naipe de malandro pra colocar de pé quem pensa que tudo acabou, pra mostrar que não acabou nada, a sessão nunca acaba, ela só aguarda o amanhã clarear.

EM nome da família... VALEU POR SORRIR E TIRAR SORRISOS NO FIM DO DIA.
tititi tititi tititi BRONKS!

Vá com Deus! (Felipe "MICOSE" 30/04/2010)